Coronavírus para Empresários

Trago saídas para Coronavírus senhores Empresários

Em época de COVID-19 a alternativa possível para os empresários é vender pela internet. Ifood, Uber Eats, Deliverys, Lojas Virtuais, E-commerces, Marketplaces e Redes Sociais são as tendências do varejo para a temporada de Coronavírus no Brasil. Esperamos que tudo volte ao normal o mais rápido possível, mas enquanto isso se você é empresário e ainda não possui um modelo de negócio para superar essa crise esse conteúdo é pra você:

Se eu tentar adivinhar, no mínimo você tem uma loja física e acabou de comprar uma grade para o estoque com vencimento pra 60 dias, ou é proprietário de restaurante e todos os próximos eventos do mês foram cancelados, e, como é de se esperar, seu estabelecimento está à deriva, os clientes não aparecem.

Ifood

Vamos começar pelo Ifood, uma plataforma fantástica que conecta restaurantes com quem deseja pedir comida pelo Delivery. Essa plataforma cobra uma mensalidade que varia entre R$79,00 a R$100,00, além de 10% a 15% do valor de cada pedido. Existe o iFood para entregadores, ou seja, uma oportunidade para quem pretende trabalhar no ramo de entrega. Indicamos uma avaliação de recursos para investir em uma loja virtual própria quando não há interesse em pagar as taxas. Utilizar o iFood pode gerar a necessidade de um reajuste de preços no seu produto, mas lembre-se que investir em tráfego poderá impactar ainda mais no final da conta.

Uber Eats

Em uma breve abordagem sobre o Uber Eats, podemos ressaltar que é uma empresa multinacional americana em cujo aplicativo encontra-se a mesma função do iFood, conectar pessoas famintas a restaurantes. O app também gera a oportunidade de quem quer trabalhar com a entrega. Em 2020 está presente apenas nas grandes capitais falando em Brasil, mas a longo prazo estimamos a expansão desse app.

Delivery

O Delivery sempre foi e vai ser um canal fantástico. Anteriormente com o telefones fixos, depois expandiu para celulares e hoje com API`s que funcionam automaticamente no WhatsApp. O segredo de vender está comodidade do cliente. Certamente se você ainda não ativou esse canal, está perdendo tempo.

Lojas Virtuais e E-commerces

Loja Virtual X E-commerce, primeiro precisamos distiguir uma da outra. O que vai diferenciar sua loja virtual do seu e-commerce é o modelo de negócio. Uma loja Virtual é quando você tem um estoque de loja física e quer aproveitar seu canal virtual (site) para fazer a venda desse produto. Diferente de um E-commerce (Comércio Eletrônico) que é baseado em um modelo de negócio, onde eu compro um produto para vender efetivamente nesse canal. Podemos integrar estoque, comprar novos produtos, mas se não olhar para o ciclo do mercado, comparar preços com os concorrentes on-line antes de comprar do fabricante, obter informações de ROI (return over investiment) para anúncios ou investimentos em tráfego, sua gestão está com os dias contados.

Marketplaces

Existem outras plataformas de Marketplaces como, Americanas, Magazine Luiza, Submarino, Ponto Frio, e também Shopping Individual que é o caso do Mercado Livre. Suas taxas e mensalidades podem variar de acordo com cada plataforma, sendo o caso de avaliar se é viável ou não a utilização desse recurso. Esses normalmente são os canais onde todo pequeno empreendedor começa, justamente por não ter que investir em plataformas e tráfego. Não podemos esquecer da confiança quando utilizar os marketplaces. Quando conseguimos realizar as vendas temos certeza que esse aspecto da credibilidade foi superado pelo comprador. 

Migrar uma venda quando possui um site

A primeira venda foi a partir do ML (Mercado Livre), por exemplo, e quando entregou o produto foi enviado também um folder indicando o site e ofertas. Na próxima oportunidade, se o cliente comparar o preço do seu site com o do Marketplaces ou Shopping Individual, vai optar comprar no seu E-commerce pois é o mesmo produto, mesmo vendedor apenas estará migrando de plataforma pagando até 16% a menos, que custa um anúncio premium do Mercado Livre.

Vendas nas Redes sociais

Clique no banner para ver o conteúdo completo sobre Vendas nas Redes Sociais

Para você que conseguiu chegar ao final desse texto, ressaltamos a necessidade de se prevenir do Coronavírus. Lave bem as mãos, evite contato com as pessoas, evite aglomerações e se faz parte do grupo de risco tome mais cuidado ainda. 

Tagged under:

Leave a Reply

Your email address will not be published.